home Ação reivindicativa, Notícias Petição – Carreira Docente

Petição – Carreira Docente

Car@ colega,

O SPM tem mais uma grande luta em mãos: a regularização da carreira de todos os que vincularam antes de 2011. Na verdade, o processo de negociação para o reposicionamento dos docentes que vincularam depois de 1 de janeiro de 2011, cuja portaria há de estar a ser publicada, provocou-nos um sabor agridoce: se, por um lado, nos sentimos contentes por, finalmente, a estrutura da carreira ser aplicada; por outro, lamentamos que não se tenha aproveitado o momento para reparar os erros do passado que provocaram a perda de, pelo menos, três anos, a quem vinculou antes daquela data.

Não podíamos, pois, ficar indiferentes a esta injustiça! Iniciamos, por isso, o processo de luta “Carreira docente há já uma”, que visa que a estrutura regulamentada da carreira seja aplicada a todos os docentes, independentemente da data da vinculação, de modo a que ninguém tenha de cumprir mais de 34 para atingir o seu topo, conforme estipulado no modelo

ESCALÕES

1.º

2.º

3.º

4.º

5.º

6.º

7.º

8.º

9.º

10.º

Período de permanência

4 ANOS

4 ANOS

4 ANOS

4 ANOS

2 ANOS

4 ANOS

4 ANOS

4 ANOS

4 ANOS

Anos em falta até à aposentação

Neste momento, temos já a decorrer uma petição (que pode ser assinada por qualquer cidadão com mais de 18 anos) para levar o problema ao Governo Regional, à Assembleia Legislativa Regional e, evidentemente, à Secretaria Regional de Educação. Se concordar com ela (ver aqui) poderá imprimi-la (obrigatório em formato frente e verso, para que as assinaturas fiquem na mesma folha do texto), recolher assinaturas e, posteriormente, fazê-la chegar ao SPM. Se preferir, poderá assiná-la (e levar outras pessoas a fazê-lo, igualmente) online, através do link:https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=SPM Temos de atingir as 1500 assinaturas o mais rapidamente possível para que a Assembleia a discuta os partidos políticos tomem uma posição clara sobre ela.

              Caso não obtenhamos uma resposta do poder político, analisaremos outras possibilidades entre as quais estará, certamente, o apoio aos sócios que pretendam contestar esta injustiça judicialmente.

              Vamos a mais esta luta, pois está em causa o respeito pela nossa carreira. Não fique indiferente!

              Saudações sindicais,

              A direção

Partilha:
TAGS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *