home Notícias 38.º aniversário de um SPM cada vez mais decisivo

38.º aniversário de um SPM cada vez mais decisivo

Na data em que se assinala o aniversário do SPM é sempre um momento de reafirmação e celebração do espírito sindical. Assim foi neste 12 de março de 2016, numa atividade fora de portas, no Fanal e Seixal, com caminhada no Fanal, concerto do grupo Ecomusicalis, numa simbiose de música com a natureza, e almoço no Seixal. Teve lugar ainda uma sessão de homenagem aos sócios com 25 anos de SPM e um sorteio de duas viagens em Catamarã às Ilhas Desertas (álbuns fotográficos por Miguel Ganança: #1, #2 e #3).

Como noticiou o Diário de Notícias na sua edição impressa de 13 de março, sob o título “SPM tem sido decisivo na qualidade da educação”, o coordenador do Sindicato de Professores da Madeira considera que esta estrutura sindical “tem sido fundamental” para a subida da “qualidade da educação” na Região, bem como “tem sido determinante em três áreas” de apoio aos docentes: Formação, análise legislativa e valorização dos docentes.

Francisco Oliveira entende que a criação de um centro de formação foi crucial para a “actualização da formação dos professores”, tal como foi na “análise e pareceres jurídicos” que o SPM divulga, alguns dos quais, sublinhou “ajudaram a clarificar as posições em materiais tão sensíveis como foram os casos da avaliação externa das escolas, avaliação dos professores ou a escola a tempo inteiro”. Não bastasse o dirigente entende que o sindicato “tem tido ao longo dos anos um papel decisivo na valorização da carreira” da classe que representa.

Palavras que aconteceram durante do 38.º aniversário do SPM e que serviu para celebrar o espírito sindical no Fanal e no Seixal juntando cerca de 150 associados e onde o “combate em defesa dos docentes e da educação para todos” foi amplamente realçado.

E porque o programa incluiu uma homenagem aos sócios com 25 anos de SPM e o reconhecimento do exercício de funções dos antigos líderes do sindicato, o actual presidente deste órgão anunciou que será constituída uma comissão organizadora das comemorações do 40.º aniversário.

Antes, Francisco Oliveira recordou que as quase quatro décadas de actividade ficam marcadas pela luta intransigente dos direitos dos professores, de lembranças de acontecimentos inapagáveis, assentes em “conquistas” e de “muita resistência” do lado governamental, mas que importa, na sua opinião, de ter igualmente, um “olhar para o futuro”, concluía a notícia do Diário assinada pelo jornalista Victor Hugo.

Espírito sindical do SPM

Os antigos líderes do sindicato recordam qual é o espírito sindical do SPM construídos, paulatinamente, com muita dedicação e tenacidade, em longo de várias décadas. Marília Azevedo, na nota prévia do livro “30 Anos em Defesa da Classe Docente”, escreve: «Um sindicato que desde sempre se pautou por uma acção sindical consistente, construtiva, enérgica e solidária.»

Adília Andrade, no jornal PROF (#91 de 2012), aquando do lançamento do livro “30 Anos em Defesa da Classe Docente”: «Ao longo dos [primeiros] 30 anos […], o SPM assumiu, tal como lhe competia, a defesa dos seus associados, a luta por uma maior dignificação da classe, as reivindicações e aspirações de educadores e professores.» E acrescentou: «Ao sindicato cabe resistir às pressões de cariz controlador, quer do poder político quer dos partidos políticos, nas áreas que são de exclusiva competência dos trabalhadores.»

Rita Pestana n’A Página da Educação (Outono de 2011): «Os sindicatos estão sempre ao serviço dos professores e são os seus principais defensores, se não únicos.» Isto é, são a força dos professores.

Inscreva-se e venha reafirmar a força do SPM por ocasião do seu 38.º ano de combate em defesa dos docentes e da Educação para todos./NS

Álbuns fotográficos por Miguel Ganança: #1, #2 e #3

Partilha:
TAGS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

centro de formacao
regalias