home Notícias Auscultação pública no processo de elaboração da carta ética

Auscultação pública no processo de elaboração da carta ética

Conforme previsto no Plano de Ação de 2016 e anunciado nas Jornadas Pedagógicas de novembro passado, a Direção do SPM comprometeu-se a elaborar a Carta Ética do nosso sindicato até ao final do presente ano civil.

Trata-se de responder a uma preocupação de há muito das Direções e dos sócios do SPM, sobretudo desde o ano 2000, altura em que se deu início à discussão da importância das questões éticas para o SPM, através de uma série de formações e seminários sobre o tema, nomeadamente, “Educação e valores”, “Ética e responsabilidade profissional”, “Ética e profissionalidade”, “Avaliação de desempenho e ética profissional”, “Autoridade profissional docente: Problemas de Ética Prática”, “Ética e deontologia na profissão docente” e “Autoridade profissional docente – a mudança que se impõe”.

Por outro lado, trata-se da necessidade, cada vez mais premente, de contrariar a imagem pública que se tem tentado passar da classe docente, desde que os constrangimentos económico-financeiros levaram a um ataque feroz aos docentes, procurando-se, dessa forma, justificar a desvalorização de uma classe que, malgrado o papel fundamental na formação e educação da sociedade, não tem um estatuto social nem salarial equivalente à responsabilidade que lhe é exigida.

Assim, atendendo à importância deste documento para a valorização e autodefesa dos docentes e do SPM, a Direção convida todos os sócios a se envolverem no processo de auscultação pública que agora se inicia e que se prolongará por todo o mês de julho.

A sua participação pode ser feita de duas formas: através de contributos individuais livres (a enviar para o email cartaetica@spm-ram.org) ou através da resposta a instrumentos disponibilizados pelo grupo de trabalho da Carta Ética, criado pela Direção para o efeito, como o presente inquérito no seguinte link: http://goo.gl/forms/5LF68sbOtKo4sbNb2 O questionário é anónimo e confidencial.

No final desta notícia, estão os links para três documentos com as informações complementares e a calendarização de todo o processo até à data prevista para a sua votação e aprovação, 5 de outubro próximo, data em que se completarão os 50 anos da Recomendação da OIT/UNESCO relativa ao estatuto dos professores (1966). Será a melhor forma de comemorarmos o Dia do Professor, até porque a data escolhida se deve à publicação deste importante documento orientador para a profissão.

 

image001

imagem da notícia: pixabay
Partilha:
TAGS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

centro de formacao
regalias